17 de dez de 2010

Paranoid Doll


Paranoid Doll - Letra da Música

torareta ikiba no nai kokoro ugoke nakunaru
jibun no kimochi sae mienai me wo somuke teru
te no hira ni tsutsumarete iru chou no you ni
tobitakutemo tobenai hana ga

"tsugou no ii you ni ikireba ii yo"
"kurushii nante iwasenai kara"

mimimotode kikoeru yuuwaku

jiyuu wo motomete wa tatori tsukezu
ibasho no nai genjitsu ni
omoidori ni nara nai chizu wo nakamete iru
karada ga kiri sakare itami ni kiete iku
kioku mo negai mo
setsunaku iruzuki hidari te ni wasurareme kizu
boku wa paranoia

tsunaga reta teoshi kakusareta hitomi no naka ni
omoidasu ano omokage wa maboroshi nano ka

"senbusutete shimaeba raku ni nareru yo"
"ita mi ga kaikan ni kawatte iku yo"

tewatasareru kindan no akai mi

jibunrashi sa nante wakaranakute
kako ni shibarare kuri kaesu
toki no mayomachi ni kizuka zu ni "ano no mi wo kudasai"
te ni iretai mono wo tsukamenakute
kienai kizu wo fuyasu dake
kizuiteshimatta mashirame sekai ni nokosareta
boku wa paranoia

utadareru kubi
kikoenai mimi
sakebe nai nodo
ugokenai ashi
kore ga genjitsu ka yume ka wakaranai
demo kimi wa tashika ni boku wo miteita

kuraiyami no naka de mogakinagara
nandemo jibun wo mitsuketeru
migite ni nokoru akai iro barabara no chouchou
kono mama nemurazu ni aruki tsuzukereba
itsuka wa tadori tsukeru?
yuku te ni kimi no ashiato ga mieru mou modorenai
boku wa paranoia

Paranoid Doll - Tradução


Sem um destino, o coração cativo ja não se move
Nem sequer minhas próprias emoções podem ser vistas por estes olhos desviados
Como a borboleta pega na palma de uma mão
É impossível voar

"Está tudo bem em viver de qualquer maneira que você queira"
"Eu não vou deixar que você diga que é doloroso"

A tentação sussurra próxima aos ouvidos

Seguindo esta estrada enquanto procurando por liberdade
Na verdade, não há lugar a pertencer
Encarar o mapa já não me satisfaz
Até o corpo ser dilacerado e eu desaparecer na dor
Com ambas, memórias e desejos tristemente coloridos
A mão direita tem uma ferida que não pode ser esquecida
Eu sou paranóia

Trabalhando com esses membros, escondidos nesses olhos
Eu me lembro: Aquela imagem foi uma ilusão?

?Seria mais fácil jogar tudo fora.?
?A dor se transformaria em prazer.?

Cedendo ao fruto vermelho proibido

Não entendendo o que eu mesmo estou me tornando
Amarrado ao passado, eu repito a mim mesmo
Percebendo que foi culpa do tempo, eu digo "Me dê aquela fruta"
Não sendo capaz de alcançar aquela coisa desejada
As feridas nunca desaparecem, apenas aumentam
Eu percebi isso agora, deixando pra trás esse mundo desconhecido
Eu sou paranóia

Um pescoço enforcando
Ouvidos que não podem ouvir
Uma garganta que não pode gritar
Pés imóveis
Isso é um sonho ou realidade? Eu não sei
Mas você definitivamente olhou para mim

Enquanto lutando na escuridão
Não importa quantas vezes eu encontre a mim mesmo
Tudo me lembra que na minha mão direita há os restos de uma borboleta
Nesse ritmo eu continuarei andando sem dormir
Quando eu poderei estar la?
Eu posso ver esse caminho nas suas pegadas. Eu não posso mais voltar
Eu sou paranóia

2 comentários:

  1. Amoo essa música *--*
    AAh! Por falar nisso gostaria de saber se vc quer fazer parceria com meu blog
    http://vocaloidkaito.blogspot.com
    Kissus ;*

    ResponderExcluir
  2. Hmm. . .se o blog fosse meu Carol,eu aceitaria parceria,mas como não é meu,tenho que conversar com os adms para ver se eles aceitam,entrarei em contato com você se eles aceitarem

    Obrigada pela visita,Crys~chan.

    ResponderExcluir

Comente! =3
A sua opinião é muito importante para nós!! ^^